Anúncio

terça-feira, 5 de abril de 2016

Dezenas de cães de rua são envenenados em Rio Casca nos últimos dias

Animais encontrados mortos
RIO CASCA(MG) - Diversos cães de rua estão sendo envenenados em Rio Casca desde os últimos dias. Pelo menos 10 casos de envenenamento já foram confirmados, mas esse número pode se aproximar de 30.
Uma das possíveis causas do ato é o constante crescimento da população canina nas ruas da cidade. Possivelmente algum morador incomodado com os animais decidiu “resolver” o problema por conta própria.
Os casos têm ocorrido com maior frequência no Centro, Bairro das Graças e Jacarandá, e pelos sintomas dos animais envenenados, que ficam fracos e babando, o veneno utilizado é o chumbinho.


CASO PARECIDO
A Polícia Civil investiga o envenenamento de 37 cães em São Miguel do Anta, na região da Zona da Mata. Segundo a Polícia Militar, os animais que moravam nas ruas e também em residências apareceram mortos no início da manhã da última terça-feira (29), por toda a cidade, que conta com quase 7 mil moradores.
O caso é investigado pela Delegacia da Polícia Civil de Viçosa. Até o momento, duas pessoas, que não tiveram os nomes divulgados, são considerados suspeitos pelo crime ambiental. Ainda não se sabe qual tipo de veneno foi usado para matar os cães. Nenhum dos bichos apresentava outros tipos de lesões pelo corpo quando foram encontrados.
O caso também foi denunciado pela Sociedade Viçosense de Proteção aos Animais (Sovipa) e gerou indignação nos moradores da cidade e também nas redes sociais.

O ATO É CRIME
Os indivíduos que forem pegos cometendo o ato podem ser condenados a cumprirem as sanções previstas na Lei Federal 9605/98, que variam de pagamento de multa à reclusão.
É oferecida recompensa em dinheiro para quem apresentar pistas ou provas que levem ao infrator.

NOTA DO AUTOR (Michel Carelli)
Já não basta a tristeza de ver cães machucados, doentes e com fome pelas ruas, agora temos que conviver com a atrocidade de pessoas que envenenam e matam essas pobres criaturas.
O mínimo que posso pensar é na falta de amor e presença de amargura no coração de quem faz este ato criminoso.
Será que quem faz isso consegue dormir bem a noite sabendo que causou dor e sofrimento à criaturas que não tem culpa de nada?
Quem sabe estamos precisando de atos mais efetivos no que tange a castração e controle destes animais?

Outro detalhe é a responsabilidade antes de se adquirir um animal de estimação. Muita gente se anima com a beleza e fofura do pet mas esquece que o animal cresce, requer vacina, passeios, banhos, tosas, carinho, tempo e dinheiro, e o abandonam quando se cansam, descartando-os como objetos, esquecendo que os mesmos possuem vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário