sábado, 14 de março de 2015

Justiça interdita o Terminal Rodoviário de Raul Soares

Vista parcial da rodoviária

     O Ministério Público interditou o Terminal Rodoviário Pe. José Silvério de Araújo, em Raul Soares, na tarde desta sexta-feira (13). Uma retroescavadeira e operários da prefeitura estiveram no local retirando os blocos de cimento do piso para impedir a passagem dos ônibus. Os portões de acesso à plataforma de embarque de passageiros foram trancados. Foi informado aos comerciantes que teriam até o final da noite para abandonarem o prédio, levando seus pertences.
       A medida foi tomada pelo Promotor de Justiça, Dr. Vinícius de Oliveira Pinto, baseado em um Parecer Técnico de Engenharia, emitido pelas engenheiras Valquíria Silva Melo e Erika Stehling.

Estrutura tomada pela ferrugem
     A vistoria foi realizada pela equipe da CEAT no dia 10 deste mês. O laudo emitido pelos profissionais concluiu que "o terminal deveria ser interditado com urgência, em função do risco de colapso em dois pontos e da situação de má conservação das peças em vários pontos (furos nos fundos e laterais das peças). A Prefeitura deverá estudar outro local para funcionar como terminal rodoviário, em caráter temporário, em função da reforma a ser feita no atual terminal, em caráter emergencial". 
       Em 19 de novembro de 2013 o presidente da Câmara Municipal, José Maria Peixoto, denunciou ao Ministério Público de Raul Soares a situação precária em que se encontrava o terminal, o qual estava gerando risco aos usuários. Após requerer ao Poder Executivo Municipal medidas urgentes para a reforma da estrutura da cobertura do terminal, a resposta enviada à Câmara Municipal informou que o departamento de obras estava tomando as medidas necessárias, mas, até a data da denúncia, não havia ocorrido qualquer tipo de reforma.
Trator inicia a retirada dos bloquetes
       Em 8 de setembro de 2014, o presidente da Câmara enviou nova carta à Promotoria de Justiça, informando que, além de não ter tido a reforma, não possuía qualquer informação relativa à solução do problema.
        Em Ofício de 15 de setembro de 2014, a Prefeitura Municipal de Raul Soares informou que não havia conseguido emenda parlamentar para a reestruturação do prédio onde funciona a rodoviária, mas que seria realizada uma licitação para a reforma da estrutura metálica com recursos próprios.
Fonte: Pascoal Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário