sexta-feira, 15 de julho de 2022

Primeiro caso de Varíola dos Macacos é confirmado em Mariana

 


A Prefeitura de Mariana, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que no dia 14 de julho de 2022 (quinta-feira), recebeu da Fundação Ezequiel Dias (FUNED), o resultado positivo do primeiro caso de monkeypox (Varíola dos Macacos) no município de Mariana. A doença é considerada uma zoonose viral (o vírus é transmitido aos seres humanos a partir de animais) com sintomas muito semelhantes aos observados em pacientes com varíola, embora seja clinicamente menos grave. 

TRANSMISSÃO

A varíola causada pelo vírus monkeypox é uma doença transmissível que requer cuidados e ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a transmissão de humano para humano está ocorrendo entre pessoas com contato físico próximo com casos sintomáticos.

SINTOMAS

Os sintomas se assemelham a uma gripe, como febre, dor de cabeça e dor no corpo, calafrios, exaustão, ínguas (linfoadenopatia) que podem durar em média três dias. Na fase seguinte é que aparecem as lesões na pele que evoluem para crostas, estágio final quando caem.

PREVENÇÃO

Para evitar a proliferação do vírus, importantes medidas de prevenção devem ser seguidas, como: uso contínuo de máscaras, evitar contato com indivíduos suspeitos, materiais contaminados (como roupas, toalhas, lençóis). Em casos suspeitos procure atendimento médico na Unidade Básica de Saúde mais próxima.

Em Minas Gerais, até o dia 10 de julho foram confirmados 18 casos pela Secretaria Estadual de Saúde, sendo 15 em Belo Horizonte, 02 em Sete Lagoas e 01 em Governador Valadares. A prevenção e o controle dependem da conscientização das comunidades! CLIQUE AQUI e confira a Nota Técnica na íntegra.

Fonte: Prefeitura Municipal de Mariana

Ponte Nova: Gêmeos nascem empelicados no Hospital de Nossa Senhora das Dores

 

Nascimento sem romper a bolsa amniótica é raro e ocorre uma vez a cada 80 mil partos

Dois bebês gêmeos nasceram empelicados em maternidade em Ponte Nova. Esta semana, o hospital responsável pelo parto publicou vídeo mostrando como os dois recém-nascidos saíram da barriga da mãe ainda recobertos pela bolsa amniótica. 

A estrutura protege o embrião de choques mecânicos e do ressecamento da pele durante a gravidez. O nascimento empelicado é bem raro e ocorre uma vez a cada 80 mil partos, como indicou o Hospital de Nossa Senhora das Dores em seu perfil do Instagram. 

Na cirurgia, que ocorreu em junho, foi possível retirar as duas crianças ao mesmo tempo - ambas dentro de suas bolsas amnióticas. Nas imagens é possível ver os bebezinhos aninhados e confortáveis dentro das membranas. Depois, os dois são retirados das bolsas pela equipe de saúde. 

Fonte: O Tempo

segunda-feira, 27 de junho de 2022

1ª Festa do Campo o Colégio Educar de Rio Casca foi um sucesso!


O Colégio Educar de Rio Casca, realizou na noite do dia 25 de junho, a 1ª Festa do Campo, evento em que celebrou as tradições das festas do campo com comidas e danças típicas além de muitas brincadeiras e diversão no Campo da Sociedade Esportiva Riocasquense (S.E.R).

O evento que antes de ter início realizou um lindo desfile da praça da estação até o local do evento, contou com participação massiva dos educandos e educadores da instituição, além dos familiares e demais membros da comunidade que abrilhantaram a noite.

Parabéns ao colégio Educar por mais este lindo evento.

As fotos podem ser vistas nas redes sociais do colégio.

Para visualizar o instagram CLIQUE AQUI

Para visualizar o facebook CLIQUE AQUI

sexta-feira, 17 de junho de 2022

PM de Rio Casca realiza prisão


No dia 16 de junho, após denúncias e levantamentos reportando o tráfico de entorpecentes no bairro Cruzeiro, equipe de militares desencadearam uma operação Batida Policial, visando coibir a referida prática delituosa e trazer maior tranquilidade aos moradores.

No local um dos suspeitos, ao avistar os policiais evadiu, do que utilizou como rota de fuga as margens do Rio Casca.

Após reiteradas diligências ele fora localizado.

Em sendo assim fora procedida diligências no imóvel do autor, do que, após buscas domiciliares foram localizados os seguintes materiais ilícitos:

-68 pedras do entorpecente crack

-08 pinos contendo o entorpecente cocaína

-01 papelote do entorpecente cocaína

-02 pinos vazios destinados a estocagem do entorpecente cocaína

-R$ 66,00 em espécie

-01 recipiente contendo a substância cheirinho da Loló

Pelo exposto o autor foi preso pelos crimes de tráfico ilícito de entorpecentes, desobediência e posse de substância nociva a saúde, do que, juntamente com o material fora encaminhado a Depol.

Fonte: Cmt do 4° Pel / 21ª Cia PM Ind.